Posts Tagged ‘PSDB’

Eu não entendi bem!

segunda-feira, dezembro 19th, 2016

19 de dezembro de 2016

Deixa ver se entendi (parte 1):

Lula não era réu e não pôde ser nomeado ministro. Já Renan é réu e pode ser presidente do Senado. 🤔 Acho que tão nos chamando de otários, né?!

Renan Presidente do Senado

Renan Presidente do Senado

Deixa ver se eu entendi (parte 2): Dilma não cometeu crime algum, não enriqueceu, não recebeu propina e foi, em nome do “conjunto da obra”, afastada.

Os que a afastaram e assumiram o poder estão, a cada semana, mais complicados (pelo conjunto da obra) e denunciados por receber propina entre outras coisas.

Entendi mal ou estão mesmo nos chamando a todos de otários?

Michel Temer

Michel Temer

Deixa ver se entendi (parte 3):

O desgoverno golpista que não teve nenhum voto (o Temeroso nunca venceu nenhuma eleição!) quer, em caráter de urgência aprovar uma PEC que irá congelar os investimentos sociais pelos próximos 5 mandatos presidenciais. Me pergunto “Com que representatividade ele interfere nos planos dos próximos 5 presidentes a serem eleitos se ele NUNCA foi eleito?

Entendi mal ou estão nos chamando de otários?

E…. qual a urgência de uma decisão que pretende durar por 20 anos? Meio estranho né? 🤔🤔

Deixa ver se entendi (parte 4):

Aposentado nunca mais

Aposentado nunca mais

O Temerário, que se  aposentou aos 55 anos, propõe uma reforma previdenciária que, na prática, vai fazer com que as pessoas busquem a previdencia privada. Me pergunto: para quê a população assalariada deve continuar a ter descontado de seu salário o valor de sua contribuição se não vai poder contar com esse recurso ao se aposentar, se é que vai se aposentar? E… o que o governo fará com esse dinheiro?

Entendi mal ou estão, mais uma vez, nos chamando de otários? 🤔

———————————–

Autor desconhecido. Conteúdo conhecido.

*Vamos repassar para uma mobilização maior sobre o assunto*

O Resultado das Eleições de 2016 – PREFEITOS eleitos

terça-feira, novembro 1st, 2016

Após o término das eleições para Prefeito dos Municípios brasileiros apresentamos a distribuição por partidos políticos dos prefeitos eleitos nos municípios.

Distribuição partidária após eleições para Prefeito em 2016

Distribuição partidária após eleições para Prefeito em 2016

#FORA_TEMER

domingo, setembro 4th, 2016
#FORA_TEMER

#FORA_TEMER

OLIMPÍADA no RIO DE JANEIRO é dominada por FORA TEMER!

quinta-feira, agosto 4th, 2016

A tocha OLÍMPICA é a senha para o grito de #FORA_TEMER na cidade do RIO DE JANEIRO.

A OPINIÃO PÚBLICA (OP) esconde dos seus jornais, revistas, rádio e televisão, mas o mundo divulga a insastisfação da população com a OLÍMPIADA e o GOVERNO do USURPADOR.

 

 

Mulheres recebem a Presidenta DILMA ROUSSEFF na Praça XV – Rio de Janeiro

sexta-feira, junho 3rd, 2016

‪#‎VOLTA_DILMA‬

#‎VoltaDilma

 

Presidenta Dilma Rousseff na Praça XV - Rio de Janeiro - RJ

Presidenta Dilma Rousseff na Praça XV – Rio de Janeiro – RJ

A foto não está muito boa mas Dilma Rousseff – a Presidenta eleita com 54 milhões de votos, declarou na Praça XV no dia 02/junho/2016 e eu estava lá:

– o GOLPE atual é diferente do golpe do machado na árvore, é feito por parasitas que infestam a árvore

– Se as mulheres fossem frágeis, não criavam os filhos.

– Se a gente fosse tão frágil eu não seria a primeira mulher Presidenta.

A ratificação do GOLPE no Brasil em 2016.

quinta-feira, junho 2nd, 2016
Entrevista à Monica Bérgamo publicado na Folha de São Paulo de 29/maio/de/2015

Com 18 dias de asneiras cometidas pelo o USURPADOR a OPINIÃO PÚBLICA(OP) jornal Folha de São Paulo buscou ouvir a Presidenta, para que o GOLPE ficasse ratificado.

Entrevista da Presidenta Dilma Rousseff à Monica Bérgamo publicada na OPINIÃO PÚBLICA(OP) Folha de São Paulo 29 de maio de 2016 página 10

Entrevista da Presidenta Dilma Rousseff à Monica Bérgamo publicada na OPINIÃO PÚBLICA(OP) Folha de São Paulo 29 de maio de 2016 página 11

O PULHA da vez

terça-feira, Maio 10th, 2016

O Deputado Federal Waldir Maranhão foi guindado ao cargo de Presidente da Câmara De Deputados Federais do Brasil, o terceiro posto de poder do Brasil.

Waldir Maranhão e o momento de glória.

Waldir Maranhão e o momento de glória.

A sua premiação ocorreu após o Supremo Tribunal Federal do Brasil ter suspendido o Deputado Eduardo Consentino Cunha do cargo, após realizara a votação do impeachemant da Presidente e assim ter garantido o GOLPE.

O ex-Presidente da Câmara conhecido por CUNHA, não foi julgado, tendo o Tribunal apenas o suspendido das funções de Deputado Federal e Presidente da Câmara, ato que validou o GOLPE em curso para retirar Presidente DILMA ROUSSEFF, eleita com 54 milhões de votos e que não tem acusação de roubo contra ela, até quando ficará suspenso, creio que até o processo da retirada da Presidente ser consumado.

Após alguns anos de existência de democracia no Brasil, foi acometido pelo mesmo GOLPE realizado em Honduras e no Paraguay. O que com certeza agudizará a situação GOLPISTA na América Latina.

Waldir Maranhão

Waldir Maranhão

No dia 09 de maio de 2016,pela manhã, a OPINIÃO PÚBLICA (OP) ficou estarrecida. A REDE GLOB ficou direto falando com apresentadores aparvalhados sôbre a situação inédita, foi reconhecido o GOLPE e teria que ser votado novamente.

A surpresa durou todo o dia, o Waldir Maranhão anulou a votação do impechemant realizada na Câmara Federal do Brasil pela manhã e a revogou à noite.

Garantindo com esse ato que iniciou legalmente o GOLPE contra o Governo Eleito Democráticamente com 54 milhões de votos, a continuidade do mesmo.

Os GOLPISTAS vibraram. Afinal os corruptos poderão assumir os cargos que almejam no Governo do Brasil.

 

Original publicado em www.opulha.com.br

Rio de Janeiro em 28 de abril – 100 dias para Olímpiadas

domingo, Abril 24th, 2016

#‎NãoVaiTerGolpe‬

Rio de Janeiro em 28 de abril – 100 dias para Olímpiadas

O Brasil assistiu na Abertura da Copa da FIFA a platéia de famosos mandar a Presidente Dilma Rousseff “tomar no c”.

Presidenta Dilma Rousseff na ONU 2016

Presidenta Dilma Rousseff na ONU 2016

Faltando quase cem dias para as Olímpiadas no Rio de Janeiro, sobram para vender quase metade dos ingressos, e assistimos a queda da passarela Tim Maia. Que permitiu a frase atribuída postumamente ao nome: “tirem meu nome dessa ciclovia pois: nunca uma ressaca me derrubou.”

As portas de um GOLPE apoiado pela justiça brasileira e que foi organizado tendo como ícone a República de Curitiba, dirigida pelo alcaide morolista, poderemos nos preparar para assistir a corrida da tocha olímpica, que se transformará na chama que vem da Grécia, pátria da democracia, para queimar e enterrar a democracia no Brasil.

Na sua tumba Clístenes, não se conformará ao ver que, na democracia brasileira, os corruptos comandados por Eduardo Cunha e aliado ao traidor Michel Temer, tentam retirar da Presidencia do Brasil uma mulher honrada e honesta, que chegou ao cargo reeleita por 54 milhões de votos – tendo sido a primeira mulher Presidenta do Brasil.

Foto de Luciano Menezes.

A história brasileira está dividida em:

República Velha (1ª República) – (1889-1930)

República da Espada – (1889-1898) -marechais: Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto
República do Café-com-Leite – (1898-1930)

Era Vargas – (1930-1945)
Governo Provisório

Governo Constitucionalista (2ª República)
Estado Novo (3ª República) – (1937-1945)

República Populista (4ª República) – (1946-1964)
Eurico Gaspar Dutra, Getúlio Vargas,Juscelino Kubitschek, Jânio Quadros eJoão Goulart.

Ditadura Militar do Brasil (5ª República) – (1964-1985)
Generais: Castelo Branco, Costa e Silva, Médici, Geisel e Figueiredo.

Nova República (6ª República) – (1985 – )
José Sarney, Fernando Collor, Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso, Lula,Dilma Rousseff.

Cabe a nós impedir que seja destruída essa fase política, para que se instale:

uma das REPÚBLICA DE BANANAS constituída por corruptos: liderados pelo traidor Michel Temer e pelo corrupto-mor Eduardo Cunha.

"Cunha e Michel Temer - querem criar no Brasil a REPÚBLICA DAS BANANAS"

Eduardo CUnha e Michel Temer querem criar a REPÚBLICA DAS BANANAS – nova era no BRASI, dirigida por corruptos.

Em entrevista coletiva nos USA aos jornalistas internacionais a Presidenta registrou, o golpe que está sendo relizado no Brasil.

Presidenta Dilma Rousseff denuncia internacionalmente o GOLPE no Brasil.

Presidenta Dilma Rousseff denuncia internacionalmente o GOLPE no Brasil.

#NãoVaiTerGolpe

A LUTA CONTINUA – contra o impeachemant da PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF

terça-feira, Abril 19th, 2016

Rio de Janeiro 19 de abril de 2016

Ontem Graca Lago, li essa sua mensagem no facebook:

17 de abril às 22:36 ·

Em 1989, logo após a derrota de Lula, houve uma grande reunião de artistas com o candidato para discutir o que fazer. Papai era o mais velho, já com 78 anos.
Após várias falações, alguém perguntou: “mas o que nós vamos fazer?”
E o mais velho levantou-se e falou com uma tranquilidade histórica:
“Uai, a gente começa tudo de novo”.

‪#‎ALutaContinua‬
‪#‎NãoVaiTerGolpe‬

após refletir segue o texto abaixo:

Rio de Janeiro 19 de abril de 2016

Bom dia

COMPANHEIROS A LUTA CONTINUA!

A LUTA CONTRA O IMPEACHEMANT DA PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF, ELEITA COM 54 milhões de votos e em DEFESA DA DEMOCRACIA NÃO TERMINOU.

Após ler as mensagens sobre a luta ser travada agora, surpreendentemente os coxinhas começaram a divulgar que a luta é contra Cunha e Temer, mentem, o objetivo é tirar o PT e a

PRESIDENTA DILMA ROUSSEF,

do Governo Federal, algumas pessoas que estavam nas ruas começam a divulgar a campanha do MBL e asseclas.

PRESTEM ATENÇÃO EM QUEM ASSINA OS CARTAZES dessas campanhas.

Outros que sempre foram a favor do impeachemant, vejam a votação (PPS, PSB), a REDE como partido, teve em MARINA o baluarte da campanha: NOVAS ELEIÇÕES e por coerencia pessoal um ou alguns dos deputados votaram contra o processo na Câmara e por último ex-petista se une a eles e começam a campanha a favor do impeachemant no senado.

Vejam a lista dos senadores que defendendo a saída da PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF conclamam por novas eleiçoes:

Cristovam Buarque (PPS-DF),
Randolfe Oliveira(REDE-),
João A. Capiberibe(PSB-AP),
Lídice da Mata(PSB-BA),
Walter Pinheiro (ex-PT, atualmente sem partido)

defendem na verdade a saída do PT do Governo Federal, combatem a DEMOCRACIA, não respeitando as eleições e o voto da maioria dos brasileiros 54 milhões votos e buscam atingir seus objetivos pessoais e políticos.

A ESQUERDA DEVE PERMANECER UNIDA e defender a DEMOCRACIA, declarar que a solução é eleições gerais É ADERIR AO GOLPE, não se iludam.

Tentam tergiversar e dar a guerra como terminada, a luta não terminou: para os que assim pensam – a luta terminou – o principal é derrotar o PT.

Não se iludam companheiros, a luta do presente momento é a mesma: é, impedir o impeachemant da Presidenta Dilma Rousseff.

Temos que continuar nas ruas, a votação da Câmara foi apenas o envio para o Senado, e agora sim é que irá ser votado pra valer.

A campanha conta com jornalistas e articulistas, como a defesa ontem de eleições gerais feita por Cid Benjamin, de quem não tenho dúvida de ser da esquerda.

Outras pessoas continuam a divulgar, como fizeram desde o início, que a Presidenta Dilma Rousseff deve encaminhar eleições gerais. Proposta coerente com o início do processo quando defendiam a renúncia.

Os petistas não devem cair no canto da sereia das eleições, fica claro que o objetivo da direita e de quem defendia a renúncia é tirar a DILMA ROUSSEFF.

Observem que a própria direita deixou de lado o grito tantas vezes repetido na VOTAÇÃO da Câmara: fora PT.

ELES AINDA NÃO VENCERAM.

A luta não terminou e agora é que é:

A BATALHA FINAL!

Após essa batalha é que tudo estará decidido.

VAMOS ÀS RUAS!

NÃO É A HORA DE ESMORECER.

Convidamos os companheiros da ESQUERDA a CONTINUAR UNIDOS e a CONTINUAR A LUTA EM DEFESA DA DEMOCRACIA.

NÃO AO GOLPE de Honduras e Paraguay.

Luciano Menezes

Reajustes de salários é usado pelo Congresso contra a Presidenta Dilma Rousseff

sexta-feira, julho 10th, 2015

Os aposentados fazem parte da categoria mais demonizada pelos neoliberais.

Toda vez em que há discussão sobre problemas econômicos duas categorias são escolhidas e acusadas de responsáveis pela crise financeira: os aposentados e os funcionários públicos.

Atuando de em conluio com a oposição ao atual Governo Federal a OPINIÃO PÚBLICA(OP) já engrossa o caldo e joga a culpa de não permitir aumento no colo da Presidenta Dilma Rousseff.

20150710_001217

Não foi outra a razão que o governo do PSDB (governo do FHC), criminalizou os aposentados com taxação das aposentadorias. O ex-Presidente FHC, um aposentado, chegou a chamar de vagabundo aqueles que usufruíam o direito de ser aposentado.

A mudança da legislação foi uma imposição dos credores, sem consulta ao povo e aprovada no Congresso Nacional com apoio da OPINIÃO PÚBLICA(OP). As principais mudanças foram a substituição da aposentadoria por tempo de serviço pela aposentadoria por tempo de contribuição (30 anos para mulheres e 35 para homens) e a instituição de limite de idade para a aposentadoria integral dos servidores públicos – 53 anos para homens e 48 para mulheres. Além disso, aumentou a idade mínima para aposentadoria dos trabalhadores do setor privado – 60 anos para homens e 55 para mulheres. Essa aprovação foi conseguida com  346 votos contra 151. O governo federal, em 1998, utilizou-se do famoso e ainda em vigor “toma-lá-dá-cá”. FHC gastou cerca de R$ 30 milhões em liberação de verbas para comprar deputados e distribuiu cargos à vontade. O clímax foi quando, esquecendo sua condição de aposentado, chamou como já citamos os aposentados de:  “vagabundos”.

A mudança de governo feita pela população que elegeu o PT com os seus aliados, que pasmem, manteve e apertou mais ainda os aposentados, atingindo os servidores públicos.

A Reforma Previdenciária realizada pelo Presidente Lula, atingiu os funcionários públicos e garantiu aos já aposentados ou que contam com o chamado direito adquirido (que reúnem condições para pedir aposentadoria, mas preferem continuar trabalhando) têm assegurada na reforma a integralidade de seus benefícios. Os atuais servidores que ainda não contam com direito adquirido podem chegar a ter a integralidade de vencimentos, mas para isso precisam seguir cinco requisitos. Os homens precisam ter 60 anos de idade, 35 anos de contribuição, 20 anos de serviço público, 10 anos de carreira e 5 anos no último cargo.

As mulheres precisam ter 55 anos e 30 anos de contribuição além das outras três exigências. Se não conseguirem preencher todos os requisitos, terão que se contentar com uma aposentadoria calculada pela média dos salários recebidos durante toda a vida profissional, o que resultará num benefício necessariamente inferior ao salário integral.

Os servidores que ingressarem no setor público após a promulgação da reforma jamais terão aposentadoria integral. Para estes, a reforma prevê o teto de R$ 2,4 mil, equivalente ao pago pelo INSS como valor máximo de aposentadoria. Quem quiser ganhar mais, terá de contribuir com os fundos de previdência complementar.

Os fundos de previdência complementar (mais conhecidos como fundos de pensão) serão fechados, o que faz com que apenas servidores públicos possam participar, de gestão pública e com planos de contribuição definida. Pelo modelo, o servidor saberá qual o valor a ser pago todos os meses, até requerer o benefício no futuro. O valor a ser recebido, no entanto, dependerá da boa gestão e aplicação dos recursos poupados durante anos pela diretoria do fundo.

Os servidores com direito adquirido podem dar entrada na papelada da aposentadoria a qualquer momento. Aqueles que não têm direito adquirido, porém, terão que fazer uma escolha: ou pedem a aposentadoria pelas regras atuais de idade mínima de 53 anos (homens) e 48 (mulheres) e 30 anos de contribuição, ou permanecem no serviço público até atingir os cinco requisitos exigidos para a concessão da integralidade. Se fizerem a primeira opção até dezembro de 2005, terão um desconto de 3,5% por cada ano trabalhado a menos no valor final do benefício pago.

A partir de janeiro de 2006, o desconto será de 5% por ano. Para estimular este grupo a permanecer na ativa, a Câmara aprovou o chamado “abono de permanência”, que será pago aos servidores que quiserem esticar o tempo de serviço até alcançar condições para ter a aposentadoria integral. O abono será pago durante os anos que o servidor permanecer no serviço público e será suspenso tão logo ele solicite a aposentadoria.

Para surpresa, em nenhum momento, o Governo do Presidente Lula e em continuidade da Presidenta Dilma Rousseff buscou recursos taxando grandes fortunas, aumentando a taxação bancária os grandes beneficiários da ciranda financeira. De forma semelhante ao neoliberalismo, a conta da crise financeira mundial, e que no segundo mandato da Presidenta Dilma Rousseff, impulsionada pela OPINIÃO PÚBLICA (OP) dentro do Brasil, é atribuída e paga pelos trabalhadores públicos e privados.

Recentemente o Congresso Conservador eleito pelos brasileiros em 2014, aprovou o aumento para os funcionários do poder judiciário, pelo texto, o aumento será implementado em parcelas sucessivas, não cumulativas, de acordo com os seguintes critérios:
– 20% a partir de julho de 2015;
– 40% a partir de dezembro de 2015;
– 55% a partir de julho de 2016;
– 70% a partir de dezembro de 2016;
– 85% a partir de julho de 2017;
– 100% a partir de dezembro de 2017.

continuando na sua perseguição ao Governo Federal também foi aprovado pelo Congresso: emenda apresentada à medida provisória do salário mínimo que prevê o reajuste de todos os benefícios previdenciários acima da inflação. O dispositivo havia sido incluído na MP que prorroga até 2019 o atual modelo de reajuste do mínimo. Para virar lei, o texto tem de ser  sancionado pela presidente Dilma Rousseff.

Pela proposta, os benefícios previdenciários serão reajustados pela inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior, mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB) dos dois anos anteriores.

Caberá o desgaste à Presidente Dilma Rousseff que baseada nos princípios que sempre jogam a culpa da crise financeira sobre os trabalhadores, vetará as bondades do congresso.

O candidato derrotado à Presidência do Brasil em 2014, corteja o golpe e usa movimentos reacionários que ameaçam todos os dias o Governo com “impeachement”. Usam CPIs e a OPINIÃO PÚBLICA (OP) para impedir ações do Governo Federal para enfrentar a crise econômica, usam acusações de corrupção na CPI da PETROBRÁS, mas escondem corrupções como: a da CPI do “HSBC”, do caso “ALSTOM” no Metrô e trens de São Paulo. Esquecem da CPI do BANESTADO e as privatizações nos anos do Governo FHC.

A diferença é que hoje a Polícia Federal investiga e encaminha ao judiciário as investigações concluídas, fato que nunca aconteceu no país. No Brasil nunca houve investigação sobre corrupção que chegasse ao fim. Usando métodos não democráticos, são publicados noticias seletivas pela OPINIÃO PÚBLICA (OP), onde sempre se exclui acusações que envolvam parlamentares ou partidos da oposição ou governos estaduais cujo os governo e de oposição ao Governo Federal.